top of page
  • luizfsa7

Os cinco pilares de enfrentamento aos incêndios

Como a Brigada Aliança estruturou um modelo de atuação que traz mais eficiência ao combate ao fogo

Basta que se fale em combate ao fogo no campo e logo vem à mente, para grande parte das pessoas, a imagem de uma brigada em plena ação no confronto às chamas, árvores queimadas e caindo, o calor insuportável, a fumaça idem.


O enfrentamento aos incêndios vai, no entanto, muito além disso. Até que se chegue de fato a essas cenas frenéticas há um trabalho extenso, extremo e contínuo de estratégia e inteligência, baseado em muita informação e em uma forte preparação. “Não adianta chegar rápido ao local do incêndio e não saber o que fazer”, explica Caroline Nóbrega, gerente-geral da Aliança da Terra e da Brigada Aliança.


A intensa dedicação existe para evitar que o combate propriamente dito seja necessário, ou para que não precise ser tão intenso e ocorra sem alarde. É por isso que, em muitos casos, a atuação da Brigada passa despercebida.


Quando o enfrentamento é realizado dentro de um ciclo completo de trabalho, a ação tende a ser muito mais rápida, com menores prejuízos ao ambiente e ao produtor rural, e as pessoas nem ficam sabendo. Com esse objetivo, nos últimos anos a Brigada Aliança aperfeiçoou e sistematizou seu modelo de atuação, o que resultou na definição de cinco Pilares de Enfrentamento aos Incêndios, explicando de forma mais clara como é esse ciclo e sua retroalimentação. Acompanhe.




1. Planejamento

Consiste na preparação para as atividades que serão realizadas ao longo do ano. Como os pilares de enfrentamento aos incêndios são retroalimentados, o Planejamento é munido de informações — focos de calor, mapas de reincidência, dados de campo, números de combates e tempo gasto — que subsidiam a tomada de decisão.


2. Prevenção

As ações de prevenção desenvolvidas pela Brigada Aliança são parte vital do “combate ao fogo”, devido à utilização de uma abordagem construtivista na participação coletiva do processo de organização, desenvolvimento e implementação, aliando saber popular, organização social e conhecimento técnico-científico.


3. Detecção precoce

Esta é uma fase primordial, uma vez que nenhum incêndio começa grande. Hoje, a Brigada Aliança conta com sistemas de alertas oriundos de diversos sistemas, com a utilização de satélites e monitoramento de campo.


4. Resposta rápida e qualificada

Tão importante quanto identificar princípios de incêndios é combatê-los de forma rápida e qualificada. A Brigada Aliança responde rapidamente aos acionamentos, com agilidade no deslocamento e no combate. Para manter essa prontidão, utiliza equipes treinadas, altamente capacitadas, que recebem qualificações continuadas e são munidas de equipamentos de ponta.


5. Análises e resultados

A Brigada Aliança atua de forma contínua, com ações de prevenção, combate e coleta de informações de campo. Devido a essa característica, a equipe Aliança realiza, frequentemente, análise dos dados levantados e como os resultados podem auxiliar nas atividades desenvolvidas.


Como explica Elton S. Oliveira, gerente de pesquisa e desenvolvimento da Aliança da Terra, tudo isso deve funcionar como um relógio, com sintonia perfeita entre cada equipe, cada integrante e cada um desses pilares. “São as peças que compõem o maquinário do relógio”, comenta.


Esse é um dos motivos pelos quais a Brigada Aliança procura trabalhar com equipes permanentes, pois exige treinamento, capacitação, preparação física e entendimento de todo o processo para uma atuação no ritmo certo.


“Quando alguém demonstra certo cansaço em uma ação de combate a incêndio, outra pessoa tem de entrar em seu lugar rapidamente, sem questionamento ou perda de tempo”, exemplifica. “Todo mundo sabe o que fazer.”


Do planejamento à análise dos resultados de suas ações, a Brigada Aliança conta com um detalhamento de informações como nenhum outro grupo. Além de toda a tecnologia para captação e processamento de dados, é fundamental a ação terrestre, que envolve o olhar minucioso do pessoal de campo, o valioso contato com as comunidades de cada local e suas lideranças, tudo isso se transforma em conhecimento que alimenta novamente o trabalho.


Esse é um grande diferencial da instituição. “Como organização não governamental, somos o serviço mais sofisticado de combate a incêndios”, afirma Caroline.


95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page