• luizfsa7

Um passeio pelas trilhas da Aliança

Relatório Anual da Aliança da Terra faz um balanço das atividades e convida para um roteiro pelos projetos da organização



O trabalho em busca do desenvolvimento sustentável exige estar sempre em movimento. Abrir novas trilhas, buscar novos caminhos, alcançar novos objetivos. Desde a sua fundação, em 2009, a Aliança da Terra tem seguido por diversas rotas no desenvolvimento de projetos para auxiliar na proteção do meio ambiente em harmonia com a produção agropecuária.


O ano de 2021 foi especialmente fértil nesse sentido. A começar pela criação de uma nova identidade e da ampliação dos canais de comunicação. Assim, atingimos novos públicos, engajamos comunidades, reforçamos laços com produtores, voluntários e parceiros, além de instituições, empresas privadas e governos.


Todas as trilhas percorridas no ano passado estão mapeadas no novo Relatório Anual da Aliança da Terra. Nele, prestamos contas dos avanços realizados em nossos projetos. A Brigada Aliança, por exemplo, fechou o ano com uma área total monitorada de quase 900 mil hectares, tendo atuado em 154 combates e treinado 301 voluntários. Já o projeto Quelônios do Rio das Mortes, que se dedica a proteger os tracajás e as tartarugas-da-Amazônia, atingiu a marca de 72 mil filhotes soltos nas margens dos rios da região, conseguindo taxas de sobrevivência que chegam a 92%.


Mais do que apresentar números, porém, o relatório convida para um passeio. A guiar o visitante estão os responsáveis por esse trabalho: os líderes das equipes da Brigada Aliança, a gerente-geral Caroline Nóbrega, e o fundador da Aliança da Terra, John Carter. Na página especial criada para a publicação no site da Aliança, eles contam em vídeos um pouco de suas experiências e visões. Caminhe com eles pelas trilhas do desenvolvimento sustentável.


Clique aqui para acessar o Relatório Anual.

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo