top of page
  • luizfsa7

Relatório de ocorrências: proteção além do fogo

O documento emitido pela Aliança da Terra contribui para os produtores rurais otimizarem os procedimentos de prevenção contra incêndios em suas propriedades e evitarem passivos ambientais



A informação é uma das principais ferramentas na rotina de combate, controle e prevenção de incêndios. Quanto mais se sabe sobre os focos de calor em uma determinada região, melhores são as chances de reduzir a dimensão dos impactos causados pelo fogo.


E os dados sobre as ocorrências e suas consequências são fundamentais antes, durante e depois. Por isso é essencial que estejam documentados.


Uma das possibilidades desse registro é o Relatório de Ocorrências, um documento emitido pela Aliança da Terra que traz uma série de valiosas informações sobre o incêndio, principalmente nas propriedades rurais em que atua.


Esse material traz dados sobre onde exatamente aconteceu o fogo, em que ponto da fazenda o incêndio começou, quais são as prováveis causas, quando a Brigada Aliança foi acionada, entre outros fatores.


Para os produtores rurais, mais do que um diagnóstico daquela situação de incêndio, o Relatório de Ocorrências é um aliado contra passivos e multas ambientais. “A informação técnica sobre a localização da origem e causa provável do fogo pode ser importante até no acionamento do seguro de um equipamento, de um maquinário”, explicou Caroline Nóbrega, diretora-geral da Aliança da Terra.


“O Relatório de Ocorrências pode mostrar que o produtor vinha fazendo todo o possível para evitar os incêndios e que buscou ferramentas e procedimentos ao seu alcance para o combate.”


Segundo a executiva, o Relatório de Ocorrências pode mostrar que o fazendeiro está comprometido com a prevenção. E o documento ainda é uma ferramenta de gestão, pois pode ajudar o produtor a inserir em seu orçamento anual o investimento em prevenção de incêndios. “De maneira geral, os fazendeiros não estão acostumados a incluir esse item em sua planilha de custos”, disse Caroline.


É possível até se fazer uma analogia com a apólice de seguro de um automóvel, pois essa proteção entra quase que automaticamente nos cálculos para o investimento nesse veículo. A diferença é que, no caso de uma propriedade rural, a proporção é bem diferente na relação custo e benefício.


O valor investido na prevenção de incêndios é, proporcionalmente, bem menor, enquanto o retorno é, da mesma forma, muito maior.


O Relatório de Ocorrências em si não protege a propriedade, mas o documento reflete tudo o que está sendo feito – ou precisa ser feito – para reduzir riscos e prevenir os prejuízos causados pelo fogo.


Vale ressaltar que os incêndios representam um grande risco para o imóvel, toda sua infraestrutura, veículos e maquinário, a produção e, sobretudo, para as pessoas e as demais formas de vida.  

29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page